sábado, 25 de agosto de 2018


Que estejamos em paz

Na coluna Boas Novas, edição de agosto do jornal A voz da Assembleia de Deus, escrevi o seguinte texto, como forma de contribuir para possamos atravessar em paz o período da campanha eleitoral, que agora está em pleno curso. 


Prudência

Neste mês se intensifica, a partir do prazo para registro de candidaturas, o processo das eleições 2018, cuja votação para o primeiro turno ocorrerá no dia 7 de outubro. Como sempre, o pleito alcança elevados níveis de efervescência, principalmente nas redes sociais, e, por vezes, mexe com os ânimos de muita gente. O tempo todo somos instados a tomar posição e a opinar.

Quando o fizermos, como cidadãos e, sobretudo, cristãos, que procedamos sempre com respeito aos líderes e ao próximo, e tenhamos a prudência de alguém temente a Deus. Oremos para que tenhamos, na nossa conduta, o fruto do Espírito, nos termos da carta do apóstolo Paulo às Igrejas da Galácia (capítulo 5, versículo 22): amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Que o Senhor nos oriente na nossa caminhada.

Graça

Mais do que em qualquer outro tempo, sigamos a sabedoria do apóstolo Paulo, em Efésios 4.29. Que as nossas palavras sejam para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. 

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

XVI Conferência Missionária
Anunciando Cristo, a nossa esperança


O missionário José dos Santos Lira (Mossoró), pastores Jayro Kaillo (Natal), Bruno Rodrigues (Passa e Fica), Wendell Miranda (Mossoró) e Severino Gomes (Areia Branca) ministrarão a palavra na XVI Conferência Missionária da Assembleia de Deus em Mossoró. 

O evento ocorrerá da quinta-feira 31 deste mês ao sábado 1º de setembro no Templo Sede, na Avenida Dix-neuf Rosado.  

De acordo com o diretor do Departamento de Missões, pastor Francisco Vicente de Oliveira, o evento apresentará como tema “Missões: Anunciando Cristo, nossa esperança” (Colossenses 1.27). 

A XVI Conferência Missionária contará com as participações do cantor Denis Silva (Parnamirim), da orquestra Verbus, cantores, conjuntos vocais e bandas locais.

Esperança em Deus


Porque ele (Deus) estabeleceu um testemunho em Jacó, e pôs uma lei em Israel, a qual deu aos nossos pais para que a fizessem conhecer a seus filhos;
Para que a geração vindoura a soubesse, os filhos que nascessem, os quais se levantassem e a contassem a seus filhos;

Para que pusessem em Deus a sua esperança, e se não esquecessem das obras de Deus, mas guardassem os seus mandamentos.
E não fossem como seus pais, geração contumaz e rebelde, geração que não regeu o seu coração, e cujo espírito não foi fiel a Deus.

Salmos 78.5-8

O texto bíblico lembra ao povo de Israel as maravilhas que o nosso Deus fez em seu favor. Deus libertou o seu povo do cativeiro no Egito, conduziu homens, mulheres e crianças no deserto, guardou-os e os sustentou de tudo, até levá-los à Terra Prometida.

O nosso Deus estabeleceu também uma lei, seus decretos e mandamentos, os quais devemos seguir, conforme a Sua Santa Palavra. E, com base em tudo isso, o Senhor quer que a nossa esperança esteja para sempre nele.

O desejo de Deus é que não nos afastemos do único caminho para a Salvação que é o Senhor Jesus Cristo, cuja vida Ele entregou para que recebêssemos o perdão das muitas transgressões que cometemos ao longo da nossa vida.

A vontade de Deus é que você também conheça o Senhor Jesus Cristo, e abandone as práticas que o prendem ao mundo e o distanciam do Senhor.

O Senhor Jesus morreu também pelos seus pecados. É necessário tão-somente, que você reconheça a grandeza do imenso amor de Deus e faça a sua parte. Pare, pense e decida. 

Arrependa-se dos seus pecados e aceite Jesus como Senhor e Salvador da sua vida.

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Assembleia de Deus vai realizar
mil cultos em Mossoró
neste sábado

 A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Mossoró vai promover ação evangelística, neste sábado, dia 21 de julho, com o objetivo de impactar os quatro cantos da cidade. Todas as congregações da denominação vão estar envolvidas na realização mil cultos, pela manhã, à tarde e à noite. 

De acordo com o pastor Wendell Miranda, superintendente de comunicação da Assembleia de Deus, os moradores de Mossoró ouvirão que Jesus Cristo é o Senhor.

Os cultos ocorrerão nas ruas, praças e vias públicas de Mossoró, marcados por momentos de oração, louvor e principalmente a pregação da palavra de Deus.

Em cada área onde acontecerão os cultos, haverá visita de casa em casa e a entrega de literatura com a mensagem do evangelho, além do convite para que as pessoas acompanhem pessoalmente a ministração da palavra de Deus.

A programação apresenta como base temática a segunda carta do apóstolo Paulo aos Coríntios, capítulo 4, versículo 5, parte A: “Não pregamos a nós mesmos, mas a Jesus Cristo, o Senhor”. 

quarta-feira, 18 de julho de 2018


Firmeza na fé

Referência: Mateus 17.14.18

Quando chegaram onde estava a multidão, um homem aproximou-se de Jesus, ajoelhou-se diante dele e disse: “Senhor, tem misericórdia do meu filho. Ele tem ataques e está sofrendo muito. Muitas vezes cai no fogo ou na água. Eu o trouxe aos teus discípulos, mas eles não puderam curá-lo”.

Respondeu Jesus: “Ó geração incrédula e perversa, até quando estarei com vocês? Até quando terei que suportá-los? Tragam-me o menino”. Jesus repreendeu o demônio; este saiu do menino e, desde aquele momento, ele ficou curado.

Algumas traduções bíblicas se referem ao personagem curado por Jesus, conforme o relato dessa passagem das Escrituras, como sendo um menino lunático. Uma rápida pesquisa, para compreensão do termo lunático, mostra a palavra grega traduzida por “epilépticos”, no livro de Mateus, capítulo 17.15, é seleniazomai, significando “afetado pela lua”. Estudiosos em geral, no entanto, concordam que a moléstia não se trata de um problema mental ou demência. É uma doença crônica do sistema nervoso, denominada agora de epilepsia.   

Numa visão geral, entendemos que no cerne deste texto está o desejo do Senhor Jesus Cristo de que seus seguidores sejam firmes na fé, na compreensão e na autoridade espiritual para, como instrumentos nas mãos de Deus, ajudar as pessoas a se libertarem das opressões malignas. Se considerarmos essa vontade do Senhor Jesus em relação ao contexto dos dias atuais, vamos concluir que o desejo dele é que, como cristãos, possamos ajudar as pessoas que enfrentam as mais diferentes formas de opressão e clamam por ajuda.

Cada vez mais pessoas sofrem por serem dependentes das bebidas alcoólicas. Um número crescente de pais e mães entram em desespero por ter um filho mergulhado no mundo das drogas. Muitos deles choram a perda precoce desses filhos, num mundo marcado pela violência. Centenas de lares são abalados pela separação de casais, fato que já virou rotina na vida de tantas famílias. Outras pessoas estão acometidas por problemas como a depressão, a ponto de algumas tentarem pôr um fim à própria existência. Milhares delas veem faltar o pão os filhos em virtude do desemprego, que bateu à sua porta.   

É possível que você esteja inserido numa dessas circunstâncias, de modo a pensar que para o seu caso não há mais solução. Entretanto, queremos afirmar que o Senhor Jesus Cristo é a saída para as situações tidas como impossíveis para o olhar humano. Não importa a sua condição. O Senhor Jesus afirma sobre ele mesmo, no livro de Lucas, 19.10, que “o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido”. No livro de Marcos, 2.17, Jesus diz: “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim para chamar justos, mas pecadores”.

Jesus morreu na cruz para que os nossos pecados fossem perdoados. Ele ressuscitou a ao terceiro dia, vive e reina para sempre. Você está incluído no plano de Salvação e tem a oportunidade de alcançar a vida eterna. Arrependa-se dos seus pecados e aceite Jesus como Salvador.

terça-feira, 17 de julho de 2018



Conversão de 289 pessoas marca 3° ano dos Mochileiros Missionários

A terceira edição do Projeto Mochileiros Missionários, idealizado pela Assembleia de Deus em Mossoró, teve encerramento no sábado 14 de julho, apresentando como um de seus resultados a conversão de 289 pessoas. Moradores de comunidades rurais de Mossoró receberam a palavra de Deus através do trabalho voluntário de 15 equipes.

Além da conversão, o trabalho dos Mochileiros Missionários se constituiu num tempo de aprendizado, onde a atuação de cada jovem teve como marca a dedicação e o amor. Pela manhã, tarde e noite, moças e rapazes levaram as boas novas às áreas missionárias que têm como sede as localidades de Hipólito, Deserto, Lagoinha, Santana, Jurema, Vila Nova 3, Gangorra, Barrinha, Trapiá, Canto do Amaro e Maisa.

Os Mochileiros Missionários receberam a benção, na manhã da quarta-feira dia 11 de julho, no culto da restauração, no Templo Sede da Assembleia de Deus, localizado na Avenida Dix-neuf Rosado, no Centro de Mossoró. Depois, o grupo, composto por moças de rapazes das congregações locais, partiu para as áreas missionárias, na zona rural de Mossoró.

O trabalho dos Mochileiros também contou com o apoio de irmãos das congregações dos 25 Setores da AD mossoroense, que enviaram representações às localidades onde ocorreram cultos no período compreendido de 11 a 15 de julho.

Departamento de Missões do Setor XI
coopera com Mochileiros Missionários
na AD Vila Maisa





O Departamento de Missões da Assembleia de Deus em Mossoró no Setor XI, enviou, na quinta-feira 12 de julho, representação à área supervisionada pelo pastor Antônio Eugênio na AD na Vila Maisa, distante 29 quilômetros da zona urbana de Mossoró. 

A equipe composta por 12 irmãos teve a coordenação dos auxiliares Frank Raniere Costa e Marcos Almeida, promotores de missão da AD no Setor XI, e foi apoiar o trabalho desenvolvido naquela área pelos Mochileiros Missionários. 

Os obreiros do Setor XI cooperaram no culto evangelístico realizado na congregação da Assembleia de Deus da localidade da Linha, situada a 17 quilômetros da sede assembleiana da Vila Maisa, e a 46 quilômetros de Mossoró.